“A importância da imaginária na mensagem cristã”, ministrada pelo Prof. Dr. Dom Mauro M. F., OSB.

Imaginário

 

Queridos amigos, o Centro Dom Vital tem a honra e a alegria de convidá-los para a palestra “A importância da imaginária na mensagem cristã” que será ministrada pelo Prof. Dr. Dom Mauro Maia Fragoso, OSB.

Dom Mauro Maia Fragoso, OSB, é monge do Mosteiro de São Bento do RJ, doutor em Geografia pela UERJ, na linha de Cultura e Natureza; mestre em Artes Visuais na linha de História e Crítica da Arte pela Escola de Belas Artes da UFRJ; especialista em Educação pela Faculdade de Filosofia de Itaperuna; graduado em Filosofia e Teologia e pós-graduado em história pela Faculdade de São Bento do RJ; diretor de patrimônio do Mosteiro de São Bento do RJ; professor da Faculdade de São Bento do RJ; desde 2005 atua como consultor do INEPAC/Secretaria de Estado de Cultura do RJ.

Será na terça-feira, dia 12/07, das 18 h às 19h30. Neste dia, será exposta a Bíblia de Veneza pela Paulus.

Local do evento: Rua Araújo Porto Alegre, 70 – Sala 111 – Centro – RJ (Próximo à estação Cinelândia do Metrô).

O evento é gratuito, sem necessidade de inscrição, basta comparecer. Serão emitidos certificados.

Divulguem e participem com seus familiares e amigos. Muito obrigado a todos!

Até o início do século VI, o Cristianismo rejeitou por completo a utilização de imagens nos seus atos religiosos. Tal proibição se baseava, a princípio na tradição hebraica, matriz do Cristianismo, e a utilização de imagens em outros credos em disparidade com o Cristianismo. Neste sentido, a reprodução imagética se constituía em ameaça à genuinidade do culto ao Deus invisível dos hebreus que havia se manifestado visivelmente aos cristãos. Essas duas premissas têm por finalidade salientar que a discussão sobre o emprego de imagens no culto precede ao Cristianismo. Contudo, ao longo dos séculos, outras culturas acabaram exercendo influência sobre o Cristianismo e a utilização de imagens vinculadas ao culto cristão acabou sendo adotada como estratégia expansionista do Cristianismo que se difundia para além das fronteiras étnicas e políticas”. (Dom Mauro, OSB)

cdv