III Edição do Ciclo de Ecumenismo

Queridos amigos, o CDV tem a honra e a alegria de convidá-los para a III Edição do Ciclo do Ecumenismo que ocorrerá nos dias 30/05 e 31/05 com o tema: “Reconciliação – É o amor de Cristo que nos impele (cf. 2 Cor 5,14-20)”.

Palestras no Centro Dom Vital:

– Terça 30/05 das 18 h às 20 h (Mesa presidida pelo Diácono Nelson Águia, secretário da Comissão Arquidiocesana para o Diálogo Ecumênico e Inter-Religioso):
Pe. Henrique Cairus – Ortodoxo – Patriarcado Ecumênico de Constantinopla
Rev. Alexandre Cabral – Pastor da Igreja Presbiteriana da Praia de Botafogo
Rev. Daniel de Athayde Quélhas – Pastor da Igreja Batista

– Quarta 31/05 das 18 h às 20 h (Mesa presidida por Maria Christina Sá, Diretora de Ecumenismo e Diálogo Inter-Religioso do Centro Dom Vital):
Dom Roque Costa Souza – Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Sebastião do RJ
Rev. Edson Fernando – Pastor da Igreja Cristã de Ipanema
Rev. Daniel Rangel Cabral – Pastor da Igreja Anglicana

Serão emitidos certificados. Evento gratuito, sem inscrição, basta comparecer à Rua Araújo Porto Alegre, 70 sala 111 (esquina com Rua México, próximo ao Metrô Cinelândia).

No sábado, 03/06, às 20 h, haverá o Culto Ecumênico na Paróquia N. Sra. de Copacabana, organizado pela Arquidiocese, com a presença do Cardeal Dom Orani João Tempesta, Pe. Fábio Luiz de Souza, Pe. Henrique Cairus, Rev. Daniel de Athayde, Rev. Daniel Rangel Cabral e outros líderes cristãos.

Agradecemos imensamente a gentileza de divulgarem junto aos seus familiares, amigos e instituições que frequentam, por favor.

“Não há verdadeiro ecumenismo sem conversão interior. É que os anseios de unidade nascem e amadurecem a partir da renovação da mente, da abnegação de si mesmo e da libérrima efusão da caridade. Por isso, devemos implorar do Espírito divino a graça da sincera abnegação, humildade e mansidão em servir, e da fraterna generosidade para com os outros. «Portanto – diz o Apóstolo das gentes – eu, prisioneiro no Senhor, vos rogo que vivais de modo digno da vocação a que fostes chamados, com toda a humildade e mansidão, com paciência, suportando-vos uns aos outros em caridade, e esforçando-vos solicitamente por conservar a unidade do Espírito no vínculo da paz» (Ef. 4, 1-3). Esta exortação visa sobretudo aqueles que foram elevados à sagrada Ordem na intenção de que seja continuada a missão de Cristo, que entre nós «não esteve para ser servido, mas para servir» (Mt. 20,28).” (Unitatis Redintegratio 7)

cdv

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *